O governo Bolsonaro e seus aliados estão planejando acabar com portarias de restrição de uso. Atualmente sete terras de povos indígenas isolados estão sob esse regulamento.

Restrições de uso são usadas para legalmente proteger territórios de povos indígenas isolados que ainda não tiveram seus processos de demarcação finalizados. Esse regulamento torna ilegal a entrada de invasores nesses territórios, assim como a exploração dessas terras por madeireiros, garimpeiros e outros.

Aja agora

 

 

Por que isso é urgente?

Sem as restrições de uso, essas terras podem ser completamente destruídas – e os povos indígenas que dependem delas para sobreviver podem ser exterminados. A maioria dessas restrições de uso precisam ser renovadas, em média, a cada três anos, e quatro delas irão vencer nos próximos meses.

Pressione por #AssinaFUNAI

 

Sete terras indígenas estão sob restrições e uso...
cerca de um milhão de hectares de floresta amazônica!

Após décadas de massacres brutais na TI Piripkura, apenas três sobreviventes são conhecidos, embora estudos avaliem que possa haver mais.

 

Baita e Tamandua, indígenas Piripkura fotografados durante um encontro com a FUNAI. Os dois homens, que são tio e sobrinho, tiveram interações esporádicas com a equipe local da FUNAI, mas voltaram a morar na floresta. Seu território está sob uma restrição de uso, mas corre o risco de ser completamente destruído.Baita e Tamandua, indígenas Piripkura fotografados durante um encontro com a FUNAI. Os dois homens, que são tio e sobrinho, tiveram interações esporádicas com a equipe local da FUNAI, mas voltaram a morar na floresta. Seu território está sob uma restrição de uso, mas corre o risco de ser completamente destruído.
© Bruno Jorge

 

Mas agora políticos e seus apoiadores anti-indígenas, impulsionados pelos ataques genocidas do presidente Bolsonaro aos povos indígenas, estão tentando extinguir restrições de uso para que possam roubar essas terras para a extração de madeira, mineração, pecuária e muito mais. Isso poderia causar o extermínio de povos inteiros e um imenso roubo de terras.

Sete terras de povos indígenas isolados estão atualmente sob restrições de uso. Quatro restrições de uso irão expirar nos próximos meses: em 2021 são as restrições dos territórios indígenas Jacareúba/Katawixi (AM) e Pirititi (RR); e no início do ano de 2022 as das Terras Indígenas Ituna Itatá (PA) e Piripkura (MT).

A FUNAI precisa então renovar as restrições de uso: #AssinaFUNAI.

Aja agora

 

Atualização:
- No dia 16 de setembro de 2021, a Funai renovou a portaria de restrição de uso da Terra Indígena Piripkura, porém por apenas seis meses. A portaria anterior tinha validade de 3 anos, e era esperado uma renovação de tempo similar.

 

Junte-se a nossa lista de email

Mais de 150 milhões de homens, mulheres e crianças em mais de 60 países vivem em sociedades indígenas. Saiba mais sobre eles e as lutas que estão enfrentando: inscreva-se em nossa lista de emails para atualizações.